Brincar é urgente, transborda e contagia o coração de alegria.

De tudo que eu tenho para ofertar, oferecer, dar, doar, entregar, dedicar, é o meu tempo e a minha disposição para contigo estar (meu filho), explorar e lá fora ou aqui dentro brincar...





Meu filho, eu penso em várias coisas que poderia te dar, várias coisas que poderia comprar, vários lugares que poderia te levar... Mas meu coração já dizia, porque desde a infância eu sentia... Que a melhor companhia, são a dos pais e de amigos para brincar...
A melhor parte da vida na infância, é o tempo livre para poder brincar, sempre perto da mamãe, que com seus olhos ficam a cuidar e nas pausas faz lanchinhos para alegrar...

Não é fácil para mim em casa ficar, mas sei da importância de uma mãe, ao lado do seu filho estar, e poder oferecer o tempo livre de brincar, poder educar, e na escola levar e buscar...

Brincar é urgente, transborda e contagia o coração de alegria.

De tudo que tenho para te dar, meu filho, é o meu tempo para com você estar, e juntos poder brincar.
Brincar é condição essencial para ser feliz, na infância e depois na vida adulta, porque as lembranças dessa felicidade ficam para sempre guardadas na memória e no coração.

Estamos na semana mundial do brincar, que começou no dia 22 e vai até o dia 28 de Maio, e que é uma iniciativa e incentivo da Aliança pela Infância.

Para a criança, todo dia e toda hora é dia de brincar...
A criança nunca cansa de brincar, e quando chega finalmente à hora mais temida do dia, que é entrar em casa, tomar banho e dormir, é sempre o discurso de sempre: AH MÃEEEEEEEE

Sim, toda criança é assim, não tem jeito, e isso é o gostoso da infância, nunca querer parar de brincar, mas por questões físicas, climáticas, etc e tal, se faz necessário pausas para comer, tomar banho, dormir, ir para a escola e outros compromissos familiares e atividades extras...rs

Brincamos de vários jogos, de montar quebra-cabeça, de criar cenários e objetos com pecinhas de lego... O Vitor brinca muito com seus bonecos de super-herói, de lutas, com carrinhos...
Fora as brincadeiras ao ar livre, como bola, bicicleta, amarelinhas e outros brinquedos disponíveis em parques, como escorregador, balança, etc.
Na minha página do Facebook você encontra outras fotos e dicas de brincadeiras com as crianças.

O melhor presente que os pais podem oferecer aos seus filhos é o seu tempo de atenção, de brincar e disponibilizar tempo para suas brincadeiras de criança. Todo o resto fica mais fácil de ensinar e aprender, quando os pais são atenciosos, carinhosos e presentes nas vidas dos filhos...

Abraços, até a próxima, e brinque muito com seus filhos (as).
Leia Mais ►

Lindas Mensagens para as Mamães.

O dia das mães está chegando, e eu quero dar uma super dica para presentear as mamães, nesse dia especial.
Não somente no dia das mães, mas aniversário ou qualquer outra data especial.

Muitas das vezes desejamos falar algo para as nossas mães e não sabemos como...
Agora ficou mais fácil.

Fui presenteada pela Saraiva, e gostaria de compartilhar essa dica maravilhosa. São livros com mensagens e palavras, cheia de sentimentos...
Esses livros são mais do que palavras, do que um simples cartão... São palavras que expressam um gesto de carinho e amor, que todo (a) filho (a) deseja falar ou escrever para a sua mãe...

Livro:
Um presente especial para minha Mãe. (Helen Exley London)
É um livro lindo, em formato de coração, com palavras doces, de amor, carinho e gratidão...






Livro:
Para minha mãe. Com todo meu carinho. Uma citação para cada dia. (Helen Exley London)
Esse livro é uma graça. É em formato de calendário, onde tem o dia, o mês e uma citação para aquele dia correspondente. De janeiro a dezembro, sua mãe será lembrada como é amada e admirada, através de uma palavra e citação de carinho.




Mini livro: Para uma adorável Mãe. (Helen Exley London)
Esse mini livro é um charme total. São as frases mais tocantes que já foram ditas sobre as mães... As mães que são as responsáveis pela vida, e estão sempre presentes em nossa vida, seja conversando, no coração o nos pensamentos...






Livro: Com carinho. (Helen Exley London)
Esse livro eu simplesmente amei. São palavras cuidadosas, para dar conforto e força, a quem perdeu um ente querido.
São palavras confortantes e que animam a gente, em meio a dor de uma perda.
A gente percebe realmente um carinho nas palavras, e não é a toa que o livro tem o nome Com Carinho.





Na Saraiva você encontra essas e muitas outras lindas mensagens, em formato de livros, para as mamães se sentirem ainda mais queridas do que já são...
Tenho certeza que toda mãe ficaria feliz e surpresa, com esse gesto de carinho.

Às vezes temos tanto a dizer, e faltam palavras, ou não conseguimos reunir tudo em um único cartão... E os livros fazem esse papel tão especial, de dizer eu te amo, obrigada mamãe...
Eu fiquei super feliz e surpresa com o presente, porque eu não imaginava que tinha essas delicadezas em forma de livros, para presentear uma pessoa tão querida, que são nossas mães... Assim como eu fui presenteada... J

Então, fica essa dica de presente encantador, para o dia das mães que está chegando.

Super beijo para todas as mamães.
Leia Mais ►

Eu amo...

Poesia, fazer rima, brincar com as palavras, me enchem de alegria.
Amo amar a vida...
Amo ver o lado bom da vida.
Vem comigo acompanhar mais uma poesia da vida, com rima, e quem sabe um dia, vire um livro premiado e me encha de alegria...

♥ ♥ ♥ 
Eu amo o frio para dormir.
O calor para namorar e passear.
E o vento para as roupas secar...

Eu amo o céu, a terra e tudo que há nela.

Eu amo a chuva, que rega a natureza, nos traz ternura e muita fartura.
A chuva lava o telhado, onde eu não posso alcançar.
A chuva lava a rua para os carros passar... E faz poça de lama para a criança pisar.

Criança que eu fui outro dia, e não me esqueço nenhum um dia.

E falando em criança, quando eu era criança, havia um ditado que dizia:
- Sol e chuva, é casamento de viúva.
- Chuva e sol, é casamento de espanhol.

Mas entre o sol e a chuva, o que mais amo é o arco-íris, que se forma no final da rua.

E falando em rua... Lembro da minha querida infância, em que eu brincava na rua...

Hoje em dia, a rua é perigosa, para criança brincar...
Rua é apenas lugar, de veículo transitar.
Mas houve épocas, em que a rua era quintal de casa, onde eu e muitas amigas poderíamos brincar...

Eu amava brincar, por isso não abro mão, de com meu filho estar, e poder com ele brincar...

As brincadeiras da infância são o único estágio, que a memória não consegue apagar.
E porque será?
Talvez seja, porque a felicidade mora lá...

Juliana Pelizzari Rossini
Desenho da mamãe e do Vitinho.
Brincar é divertido, onde deixa a criança em seu melhor estado de espírito, ou seja, feliz.
Quem guarda a infância, tem as melhores lembranças.

Correr e pular, criança não cansa de brincar.
Fogo e fogão, criança não coloca a mão, somente com supervisão.

Manga de comer ou manga de vestir, vai depender da situação em que você se encontra ali.
Ficar no portão, andar na contramão, ou ficar de fuxico na janela, pode te levar a conseqüências sérias.

Hoje é domingo, pé de cachimbo.
Domingo é dia de descansar, de relaxar, menos para uma mãe, que precisa fazer o jantar.
Poderia uma besteira ofertar, e depois relaxar, mas sou uma mãe, que bons exemplos quer dar...
Dar carinho, dar beijinhos, dar atenção, e fazer um delicioso papá de arroz e feijão.

Sou filha, sou amiga, sou mulher e esposa, sou mãe, sou do lar, que vive muitas emoções e com o coração a transbordar. 
Emoção que transborda, do meu átrio até a minha volta.

No meu átrio está a minha família, que amo, e me enche de alegria.

Tudo isso eu amo, tudo isso eu vivo, não sei dizer a ordem, só sei dizer que amo, daqui até o infinito.
♥ ♥ ♥ 
Leia Mais ►

Livros: Aprenda os bons hábitos e Aprenda as boas maneiras.

Hoje eu quero falar de dois livros que todas as famílias devem adquirir para seus filhos, presentearem alguma criança, que são os livros: Aprenda as boas maneiras com o Carlos; Aprenda os bons hábitos com a Matilde.


São livros que ensinam e mostram através das ilustrações dos livros, como as crianças devem se portar, diante de situações corriqueiras da vida, ensinando as boas maneiras e hábitos para eles.

Aprender as coisas da vida, através de livros, desenhos, também auxilia e ajuda melhor a compreensão das crianças.

Esses hábitos e maneiras ensino ao Vitor desde sempre, mas ele ficou feliz em poder ver e afirmar que estava fazendo as coisas corretas na vida, conforme a leitura dos livros.
O meu filho Vitor tem 5 anos e no meio do ano faz 6 anos, por isso essa leitura foi um complemento, mas para as crianças a partir dos 18 meses, é uma leitura indispensável, porque auxilia os pais através de uma maneira descontraída, a ensinar e mostrar na prática, como os filhos devem se portar no dia-a-dia.

Logo abaixo, compartilho algumas páginas do livro, para vocês verem como os livros são realmente relevantes e atrativos para o ensino e aprendizado das crianças.

Aprenda as boas maneiras com o Carlos; 

Não falar e não interromper, enquanto os adultos estão falando. Esperar a conversa finalizar, ou quando necessário, pedir licença para interromper.
Pedir desculpas pelos erros e acidentes.
Cumprimentar e ser gentil ao encontrar as pessoas.
Ter paciência, esperar e aguardar a fila.

Aprenda os bons hábitos com a Matilde;

Comer alimentos saudáveis faz bem, como frutas e legumes.
Ter horário para dormir, ajuda a criança descansar bem, e ter pique no dia seguinte, aproveitar mais a manhã.
Devemos guardar e arrumar nossas coisas e pertences pessoais, como roupas, sapatos, brinquedos.

Eu compartilhei apenas algumas páginas, porém no livro você encontra mais ensinos importantes para a vida e o cotidiano... O livro ajuda e você pode complementar ainda mais os exemplos do livro e da leitura...
Eu amei os livros, por isso super recomendo a leitura para as famílias e crianças. É uma forma de reforçar os bons hábitos e costumes que todo cidadão deve ter.
Espero que tenham gostado, até a próxima.
Leia Mais ►

Quando mudar o quarto de bebê para quarto de criança?

Esse é um assunto e tema muito particular, porque os motivos são variados, e cada família faz essa mudança conforme alguns pontos chave.
Existem “N” motivos para mudar, e eu vou citar alguns motivos que podem nos levar a essa mudança.

Perigo de o bebê cair do berço:
Cada bebê é único, e não podemos nunca comparar. Existem alguns parâmetros médicos, que indicam o desenvolvimento de bebês e crianças, com relação a sentar, virar, engatinhar, andar, falar, entre outras coisas, mas que serve para acompanhamento da saúde física e mental. Sendo assim, tem bebês que desenvolvem algumas habilidades mais cedo do que o parâmetro determinado, outros mais tarde, ou ainda, dentro do previsto em cada mês de vida.
Por volta dos 6 aos 8 meses de idade, alguns bebês conseguem fazer muitos movimentos, deixando alguns pais preocupados, com relação ao berço, cogitando a possibilidade de troca por cama ou mini cama... Evitando da criança quando chegar por volta de 1 ano de idade (ou mais), se pendurar no berço e cair do outro lado de cabeça no chão. A opção então é a cama ou mini cama infantil.
Tem muitos pais optando pela decoração Montessoriana, onde é colocado o colchão no chão, evitando assim qualquer tipo de queda, até mesmo das camas, mesmo sendo menores... Veja alguns exemplos de ambiente Montessoriano, neste post aqui.

Chegada de um irmãozinho ou irmãzinha:
Com a chegada de mais um membro na família, os pais acabam pensando em duas possibilidades: 1) troca tudo, preparando novos ambientes tanto para a chegada do bebê, quanto para o (a) filho (a) mais velho (a), deixando ambos dos ambientes novos e personalizados; 2) ou tem a opção dos pais usarem ou reaproveitem os móveis do primogênito (que geralmente são móveis novos). E como o bebê já terá tudo praticamente pronto, acabam comprando móveis para o primogênito, e preparando um ambiente diferente, dando vida aos seus personagens favoritos.

Acabar com a cama compartilhada:
Muitos pais praticam (por vários motivos) a cama compartilhada, deixando o bebê dormir no meio da cama de casal, estendendo essa pratica até por volta dos 2 ou 3 anos de idade. Porém, chega um certo ponto, que fica muito dolorido e inviável manter a prática da criança dormir no meio dos pais... Então, vem à ideia e vontade em mudar o ambiente do quarto, comprando móveis novos, decorando o quarto com o personagem favorito do filho ou da filha... Essa troca e mudança no ambiente e decoração do quarto podem ser bastante motivadoras, deixando a criança animada para dormir em seu próprio quarto.

Não tenho dinheiro para trocar os móveis. O que fazer?
Alguns pais não têm como trocar os móveis e fazer um novo quarto para a criança. Nesse caso, dependendo do peso e altura da criança, é possível dormir no berço e manter a decoração até por volta dos 5 anos de idade.
Tem muitos modelos de berços que é possível abaixar a grade, e fazer como mini cama, sem problema nenhum.

Não quero trocar o quarto. Meu filho dorme bem no berço:
Tem criança que é super tranqüila, e dorme muito bem no berço. Algumas crianças se mexem muito durante a noite, por esse motivo as grades do berço acabam ajudando, deixando os pais até mais tranqüilos. Geralmente a criança dorme no berço, e quando acorda chama os pais ou a cuidadora para retirar ou ajudar a sair do berço. Se a criança fica bem e se sente segura dentro do berço, e os pais também, então não se preocupe, chegarão à hora certa da troca.

Existe idade mínima ou máxima para a troca ou mudança de quarto de bebê para quarto de criança?

Não existem regras, como já falei no começo do post, existem situações e condições que nos levam as mudanças.
A idade mínima pode variar entre 1 a 2 anos de idade, dependendo o quão perigoso é para a criança que gosta de escalar o berço (risos) ou explorar novas possibilidades.
E no máximo até os 5 ou 6 anos de idade, é bacana mudar o quarto, e oferecer algo mais realista com a idade da criança, ou seja, personagens e cores que encantam as mesmas...

A nossa mudança demorou um pouquinho, porque o Vitor dormia bem no berço e se mexe muito... Também por conta dos medos, ele dormiu bastante com a gente no quarto. Aqui é vida real, sem censura...rs
E por conta dos medos, acabamos até adiando um pouco a troca dos móveis e ambiente do quarto.

A compra de móveis personalizados é por conta dos gostos e bolsos de cada pessoa e família. Tudo depende do tamanho do ambiente... Muitas vezes é necessário fazer móveis sob medida...

Para montar um quarto bacana, tudo precisa ser pensado e planejado antes, como cores, móveis e cores dos móveis, pintura e papel de parede, brinquedos, nichos, cortinas, etc.

Para chamar a atenção do Vitor, pensamos em montar o cantinho dos brinquedos preferidos, e investimos em uma cama bem chamativa (e maneira..rs), que ele ficasse com vontade de dormir e estar em seu quarto.
E veja o resultado como ficou, os pontos chaves das mudanças.

A cama é no formato de carro, e as laterais são altas, evitando do Vitor cair quando se mexer. Como comentei, ele se mexe muito a noite e os apoios laterais ajudam e muito.





O Vitor ama luta, brinca de luta com seus bonecos, já assistimos aos tipos de filmes de lutas, e o que a gente tem assistido muito, são os filmes do Rock.
Meninos têm muita energia, e o saco de luta ajuda muito a descarregar essa energia, então decoramos um cantinho chamado de: cantinho da luta.




E o principal foi colocar nichos ou prateleiras, na altura dele, para colocar sua coleção de bonecos e brinquedos favoritos.




Não gastamos muito, investimos pouco, apenas com a cama, um bom colchão e os espaço para brincar.
Também fiz um cantinho da leitura e coloquei todos os livros juntos, para facilitar o manuseio.


Nem sempre precisamos gastar muito...
Acredito que o mais importante é ser agradável e aconchegante, o ambiente que a criança brinca, dorme.
Espero que tenham gostado das dicas e idéias.
Até a próxima.
Beijos,
Leia Mais ►

6 Funcionalidade dos quartos Montessorianos, para Bebês e Crianças.

Antes de falar sobre “quarto especificamente”, não posso deixar de falar e ressaltar sobre o termo Montessori. Como muitos já conhecem, existem vários métodos pedagógicos de ensino, e o método Montessori ou Montessoriano é um deles. Que teve início por volta de 1901, por Maria Montessori, em suas peregrinações como estudante de pedagogia e antropologia.

Maria Montessori é italiana, e foi uma das primeiras mulheres a se formar em medicina em seu país. Além da medicina, Maria Montessori foi também uma pedagoga e educadora, que tinha como proposta e intenção, criar ambientes livres para a exploração e aprendizagem da criança, além de criar e permitir a expressão de suas vontades, emoções e autonomia.

Apesar de existir parâmetros de crescimento e desenvolvimento, a partir da idade da criança, seu desenvolvimento mental, físico e emocional é individual, e não pode ser medido e comparado com o de vizinhos, amigos ou parentes...

Por isso, as propostas oferecidas por esse método Montessori são fantásticas, porque deixam as crianças livre para explorarem, porém dentro do seu tempo, sem comparações...

Então, vamos conhecer as funcionalidades?  

As principais funcionalidades dos quartos denominados Montessoriano são:

1) Mobilidade e segurança. No quarto, a proposta é colocar o colchão (ou futons) diretamente no chão, dispensando o berço. Obviamente que se no quarto tiver piso frio, é necessário um tapete embaixo do colchão. Tapetes emborrachados, acolchoados, também tiram a friagem do chão, facilitando a mobilidade da criança no ambiente e amortecem as quedas... Tapetes devem ajudar, e não atrapalhar. Por isso o ambiente deve oferecer essa facilidade para a mobilidade do bebê ou criança, e os tapetes devem ser bem planejados para não causar acidentes ou escorregões, e devem ser aspirados com freqüência para evitar alergias, pelo acúmulo de pó, etc.
Sem o berço, aquele medo da queda fica nulo, e passa uma segurança com relação a esse assunto. Porém os cuidados com a segurança ainda existem, ou seja, precisa observar se o bebê ou a criança não se pendura em móveis, cuidado com excesso de objetos para não sufocar a criança e também deixar o ambiente livre para essa mobilidade, colocando tapetes para amortecer as pequenas quedas, que todo bebê tem, quando estão explorando o local.

2) Acesso livre dentro do ambiente, “nesse caso” o quarto do bebê ou da criança. A criança está livre para se movimentar dentro do quarto, explorando o rolar, engatinhar, girar, se arrastar, observar tudo ao seu redor...

3) Fácil acesso ao alcance, de todos os pertences e objetos da criança, como brinquedos, livros, roupas, calçados. No caso de roupas e calçados, é interessante para as crianças maiores, deixar disponíveis em cestos, que facilitem sua escolha e troca, sempre que desejarem. As escolhas dos brinquedos devem ser rigorosamente observadas, porque tudo vai à boca da criança, então evitem brinquedos e peças pequenas, que possam ser arrancadas dos brinquedos e engolidas. Na fase de bebês, é interessante bichinhos, brinquedos e objetos de vários tamanhos, de preferência emborrachados, que ajudam acalmar os bebês e crianças, na fase de nascimento dos dentinhos.

4) Autonomia. Esse ambiente oferece para a criança, ofertas de escolha, ou seja, pode decidir aonde ir, o que fazer, com o que brincar, onde mexer, mudar as coisas de lugar...

5) Exploração. A criança pode explorar infinitas oportunidades em seu pequeno mundo. Por isso é importante o ambiente ser acima de tudo, seguro. Quanto mais espaço para a mobilidade, melhor. Nesse caso, menos é mais. Os móveis não podem oferecer perigo, como ser pontiagudos em locais de transição. Tapetes que escorregam no meio do caminho. Móveis que a criança pode tentar escalar e virar em cima dela. Bancos, cadeiras, móveis ou nichos soltos, que podem virar ou levar a criança a se machucar ao se segurar ou se apoiar. Deixar a criança explorar é fantástico, mas sempre ter uma supervisão é fundamental.

6) Criatividade. Esse método e ambiente proporciona a oportunidade de expandir a criatividade, devido à autonomia oferecida à criança. A criança acaba criando (ou pode criar), seus brinquedos e brincadeiras. Isso não é regra, mas as oportunidades existem. Essa é também uma das propostas Montessori, de oferecer infinitas oportunidades para as crianças, e tudo que tiver dentro delas, há seu tempo, poderá ser explorada e aperfeiçoada... Mas tudo de maneira livre, sem cobranças, ou compromissos...

Algumas dicas importantes, para melhorar ainda mais o uso quarto:

- Colocar móbile para os bebês, com formas e cores variadas.
- Espelho na horizontal e depois quando estiverem maiores na vertical, para terem conhecimento do seu corpo, fora do corpo da mãe. Também são indicados espelhos no formato de acrílico, em caso de medo de acidentes, porém se bem colocados, não causam acidentes.
- Fixar na parede barras de apoio (se possível), também ajudam e auxiliam os bebês nessa movimentação e transição do sentar, apoiar e levantar.
-Fazer uma troca e variação dos brinquedos disponíveis, para uma maior interação e desejo das crianças em brincar e explorar o ambiente.
-Brinquedos sensoriais são excelentes para as crianças.

Vamos ver algumas imagens e dicas, que representam bem esse modelo de quarto Montessoriano, para auxiliar pais que desejam adotar esse método em casa.

https://br.pinterest.com/pin/452048881324018371/

https://br.pinterest.com/pin/452048881324018371/

Este quarto abaixo é bacana, mas o ideal é prender o espelho na parede para evitar acidentes.


Eu amei esse estilo, confortável e aconchegante, e o espelho preso ali no lado direito da imagem.


Esse quarto abaixo, é um estilo mais moderno, com uma cama, porém bem baixa.

Os quartos têm muitas ofertas positivas, que auxiliam o desenvolvimento da criança, mas isso não isola a responsabilidade, de ter um adulto sempre acompanhando e alerta, principalmente com os bebês.


Quando as crianças são maiores, o quarto é uma oportunidade de brincadeiras livres, com menos riscos e mais oportunidades, como explorar os livros livremente, posicionar os brinquedos conforme suas brincadeiras...
Espero que tenham gostado das dicas...

Abraços e até a próxima.

P.S.: Todas as imagens são retiradas da internet e pinterest. Caso alguma seja sua, me avise que retiro ou coloco as citações. Obrigada.
Leia Mais ►

02 de Abril - Dia Internacional do Livro Infantil.

Hoje, dia 02 de Abril, é comemorado o Dia Internacional do Livro Infantil.

A data é uma homenagem ao escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, que foi o primeiro a escrever fábulas para as crianças, dentre elas estão algumas obras que gosto muito, como: O Patinho Feio; A Pequena Sereia; A Roupa Nova do Rei; O Soldadinho de Chumbo...

Hans Christian Andersen nasceu no dia 02 de Abril de 1805, e no maravilhoso Central Park, em Nova Iorque, tem uma estátua de Hans em comemoração a 150 anos do seu nascimento.


E aproveito a oportunidade para ressaltar que não é a toa que os Estados Unidos é uma potência mundial, tem poder, é admirado e desejado pelo mundo todo... É um país que investe e valorizam as pessoas, os seres humanos... Tudo tem história, tem uma identificação da origem, tem dedicação e preocupação com o que está sendo feito, criado...

Aqui no Brasil, no dia 18 de Abril, comemoramos o Dia Nacional do Livro Infantil, marcado por um ícone da nossa história, Monteiro Lobato.
Muitos nomes têm marcado nossa história, nos contos infantis... Temos muitos escritores importantes, que fazem nossa literatura infantil encantadora, como: Ana Maria Machado; Ruth Rocha; Pedro Bandeira; Lygia Bonjuga, entre outros...

Vamos aproveitar a data, para reforçar sempre a leitura, começando com as nossas crianças, ensinando desde pequenos que a leitura é uma porta aberta para infinitas oportunidades...
Ler é prazeroso, aperfeiçoa e expande a escrita, a fala, nos leva ao mundo da imaginação, criação, e com tudo é uma fonte inesgotável de conhecimento, aprendizado, e que nos leva sempre a pensar, criar opiniões...

Por isso a leitura é fundamental para todos, e que seja estimulada desde a infância, proporcionando (quem sabe) um prazer natural ao longo da vida.

    
E com muito carinho, fomos presenteados pela Saraiva, com algumas belas obras infantis.
Depois volto para contar sobre os livros, porque já lemos e adoramos as leituras.

Abraços, e até a próxima.
Leia Mais ►