KidZania terá desconto durante todo o mês das crianças.


KidZania terá mês das crianças com doação de brinquedos e musical inédito
Quem doar um brinquedo usado em bom estado terá 20% de desconto na compra do ingresso da criança

O Mês das Crianças na KidZania São Paulo será diferente em 2016.

A cidade única, feita para as crianças, estará em clima de festa com duas novidades: 20% de desconto no ingresso infantil para quem doar um brinquedo usado em bom estado e a estréia do musical Kool KidZ, uma produção KidZania e ADSMais Entretenimento.

De 1º a 31 de outubro a KidZania funcionará das 10h às 16h30min, de terça a sexta-feira, e das 12h às 18h30min nos finais de semana e feriado. O musical Kool KidZ estará na programação aos finais de semana. A KidZania é voltada para crianças de 4 a 14 anos e os ingressos custam de R$ 60 a R$ 120.


A KidZania São Paulo tem área de 8.500m² e fica localizada no segundo subsolo do shopping Eldorado e funciona no conceito de “edutenimento”, fruto da união dos termos “educação” e “entretenimento” –, inédito no Brasil. Desenvolvido pela KidZania, o formato já recebeu diversos prêmios internacionais de qualidade e inovação.

Na KidZania as crianças se divertem e aprendem, praticando atividades reais como hospital, teatro, fábricas, estúdios, entre outros cenários. Assim, os pequenos vivenciam experiências que priorizam a educação, a sustentabilidade e a cidadania.


“Cada atração é uma réplica detalhada e perfeita de um estabelecimento verdadeiro, com suas próprias áreas reproduzindo a realidade. Oferecemos o ambiente e as crianças entram com a imaginação”, explica o presidente da KidZania Brasil, Emilio Medina.

São mais de 50 opções de atividades pensadas e desenvolvidas por pedagogos, para que as crianças coloquem em prática, com toda a infraestrutura necessária, o princípio básico do “jogo de interpretação”. Organizado como uma verdadeira cidade, a KidZania possui ruas, quarteirões, praças e restaurantes.


Serviço KidZania
Endereço: Shopping Eldorado – Av. Rebouças, 3970, Pinheiros - segundo subsolo
Telefone: (11) 39954500
Funcionamento: 10h às 16h30min (de terça a sexta) e 12h às 18h30min (fim de semana e feriado. Super Tarde (de segunda a sexta) 13h às 16h30min


Preços:
Ter a sex: criança R$ 99,90 / Adulto R$ 50 -  Super Tarde: criança R$ 60,00 / Adulto: Grátis
Fim de semana e feriado: criança R$ 120 / Adulto R$ 50
Idade: entre quatro e 14 anos



MUSICAL KOOL KIDZ ESTREIA CURTA TEMPORADA NA KIDZANIA
Espetáculo onde sustentabilidade e tecnologia tornam-se as poderosas ferramentas para um mundo melhor ficará em cartaz aos finais de semana no segundo subsolo do Shopping Eldorado


Cinco adolescentes que querem mudar o mundo usando tecnologia e sendo sustentáveis. Essa é a premissa do musical Kool KidZ, que terá curta temporada aos finais de semana do mês de outubro no Teatro da KidZania São Paulo. Localizado no segundo subsolo do Shopping Eldorado, o Teatro da KidZania receberá essa trupe que responde à esta pergunta com muita música e participação da galera através das redes sociais. O ingresso para o Kool KidZ custa R$ 50 (R$ 25 meia entrada) e pode ser adquirido na bilheteria da KidZania São Paulo ou pela internet no site www.ingressorapido.com. Haverá desconto para os visitantes que já estiverem dentro da KidZania São Paulo.


Em um quartel coworking criativo, os cinco personagens contam como é possível unir natureza, progresso, tecnologia e amizade para realmente mudar o planeta.
Lau é a líder desse movimento, viajante por natureza tem em Guppy o seu melhor amigo. Ele é inteligente e perspicaz aguarda uma resposta para ser aceito em uma Universidade. Lala e Dziko são amigas inseparáveis. Lala nossa Guerreira pelo Lixo Zero e Dziko, a cidadã queniana, é uma "princesa africana".
Por último, Aylan traz todo um mistério para a história, afinal, quem é ele? Sem dizer uma única palavra ele prova que amizade é amizade. Juntos eles embarcam em uma revolução munidos com a arma do conhecimento e das redes sociais.
Kool KidZ te convida a mudar o presente e futuro: você, seu celular, amigos e uma ideia.


“O espetáculo aborda assuntos como redes sociais, racismo, intolerância e o protagonismo da juventude na mudança dos paradigmas do mundo”, diz Gustavo Torres, diretor e escritor do Kool KidZ.


O Kool KidZ é apresentado pelo Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet, Lei Federal de Incentivo à Cultura que institui politicas públicas para a cultura nacional, conta com patrocínio da AES Eletropaulo. Apoio Cultural KidZania São Paulo, ETNA, Cavalera e Benjamin padaria.


Serviço Kool KidZ
Temporada: Finais de semana de outubro 2016
Horários: Sábados às 15h e às 17h e Domingos às 15h e às 17h.
Duração: 50 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$50,00 (inteira) e R$25,00 (meia)

Por questões de segurança, crianças menores de 12 anos deverão estar acompanhados de um responsável maior de 18 anos. 
Leia Mais ►

Sem Pokémon Go – A brincadeira é usar apenas a imaginação.

Achar Pokémon é uma brincadeira que virou febre, e não é por menos... Uma tecnologia que atualmente é de tirar o chapéu, e tem conquistado desde crianças até os mais velhos.

Não sou a melhor pessoa para descrever sobre o jogo, porque não baixei o aplicativo, mas tenho visto pessoas descrevendo suas experiências, e as reportagens em sites e na televisão (quando não estou assistindo desenhos)...rs

Parece realmente incrível e contagia todo mundo.

Tenho curiosidade sim, mas prefiro acompanhar o passo lento, da infância livre da tecnologia maçante, e praticar o simples brincar, imaginar e criar as brincadeiras.

Não sou contra a tecnologia, muito menos contra o jogo...
Como eu estou evitando ao máximo celular nas mãos, tanto minha quanto na dele (muito menos ainda na dele), a vontade de jogar o Pokémon GO não existiu para o Vitor...

Se eu jogasse, com certeza meu filho iria desejar jogar... E como prefiro as brincadeiras tradicionais, decidi não ir atrás, e manter as coisas como estão...

Vamos brincar, somente com a imaginação?


Tudo começou assim...
O sábado amanheceu quente e ensolarado, então almoçamos (Vitor 6 anos e mamãe Jú) e partimos para a garagem, começar nossa brincadeira.
A bicicleta foi usada como moto... Um veículo para acelerar nossa caminhada e caçada aos inimigos...
Corremos, nos escondemos, atiramos com nossas armas de Nerf e usamos facas e espadas para auxiliar nossa batalha...

Usamos poucos artifícios e MUITA imaginação...rs

Matamos homens maus, zumbis, monstros... O portão da garagem ficou conhecido como #portal.
Portal é nome que damos a passagem para outro mundo, acesso ao desconhecido...

Passamos pelo #portal e seguimos nossos instintos, rumo ao mercado mais próximo de casa (um pouco de realidade com ficção)...rs
Pelo caminho criamos muitos obstáculos, como:

- Os postes de luz eram guardiões do mal, sempre atirávamos...
- Havia matos que precisávamos cortar com a faca de plástico (óbvio)...
- Também encontramos durante o caminho lama e areia movediça...
- As faixas amarelas na rua indicavam as lavas, muito cuidado nessa hora...

Atiramos, nos escondemos, pulamos, escalamos (tudo na brincadeira)... Ufa, não foi fácil, mas conseguimos.
Nossa caçada terminou ao chegar ao mercado.

O livre brincar, criar e explorar a imaginação... Que mais fascinante tem na infância, do que isso?

Lembro que brincava e criava muitas histórias, e usávamos (eu e amigas) a imaginação... Brincava de escolinha, de ser rica e ficar só na beira da piscina, de ser cowboy, enfim, como era boa essa fase de ser, criar, brincar e imaginar quem eu desejasse...

Também já fui: Xuxa, Paquita, She-Ra e adorava ser a policial Katy Mahoney.

Velhos e bons tempos, sendo revividos agora com meu filho, em seu atual mundo dos personagens do século XXI.

A tecnologia por si só, já é fascinante e tem o poder de prender a todos...
Não tem como fugir ou se isolar (e também não quero), faz parte da vida de todos...

Apenas desejo não acelerar ou antecipar, porque em breve a tecnologia vai ocupar o seu lugar, na vida do meu filho... Apenas desejo que a criança seja criança e desfrute ao máximo dessa fase, que também muito em breve, vai passar...
Vamos sair pelas ruas para correr, andar de bicicleta, caçar monstros, imaginar histórias... E deixar a magia da infância ficar... Sem pressa de nos deixar...
Leia Mais ►

Socorro, meu filho não gosta da escola.


Quantas e quantas famílias já passaram ou passam por essa situação...
- Socorro, meu filho não gosta ou não quer ir à escola...

Isso é mais comum do que se imagina, mas não adianta se desesperar, ou seja, o melhor a fazer é traçar uma meta de observação de comportamento, entender o porquê desse comportamento, e a partir daí poder tomar decisões e escolher novas oportunidades.

Vários problemas podem desmotivar os filhos a ir à escola, como:

- Bullying: Ofensas, xingos, apelidos, podem desmotivar a criança. A agressão verbal, principalmente rotineira, pode enfraquecer a criança nos estudos, no convívio escolar. Ajude a criança a lidar com isso, de forma a não dar muita importância. Caso o assunto passe muito dos limites, é importante levar a questão até a escola, conversar (sem brigas) sobre a questão e pedir o apoio da professora e direção.

- Método de ensino muito alto ou muito exigente: Às vezes desejamos colocar os filhos na melhor escola da região, onde o método e exigência são mais elevados, porém, a criança não se adaptada, não consegue acompanhar e fica desmotivada.

- Método de ensino muito fraco, ou baixo para a inteligência da criança: Tem crianças que são muito inteligentes, muito ativas, precisam ser motivadas e desafiadas constantemente pelo aprendizado e curiosidade... E quando o método é mais fraco a criança pode SIM, ficar entediada, dispersa e acabar ficando desmotivada, porque tudo é muito fácil para seu acompanhamento e desenvolvimento diário.

- Mudança de casa e de escola: Por algum motivo os pais mudam de casa, região, cidade ou país, e automaticamente a criança precisa de um tempo para se adaptar, e essa mudança pode desmotivar a criança, devido à convivência e amigos conquistados na escola anterior, e no bairro em que morava. Observe, converse e acompanhe. Toda mudança requer atenção dos pais.

- Saída de amigo (a) da escola: Apesar de pouca idade, as crianças têm a capacidade de se afeiçoar e conquistar amigos verdadeiros, e com a saída que um amigo ou amiga especial, a escola passa a ser um local não tão atrativo, desmotivando a criança. Isso é mais comum do que se imagina, mas a criança precisa entender através de um bom diálogo com os pais, que isso é normal e faz parte da vida. Amigos vão e vem, e preciso superar, conviver com a saudade e lidar com as tristezas e frustrações. E conquistar novas amizades.

- Troca de professor: Cada professor tem uma personalidade e jeito de conduzir as aulas. E a troca de professor é uma adaptação que leva tempo, porque nos afeiçoamos com o jeito de uma pessoa, e a troca é difícil de acostumar no começo, principalmente para as crianças. Converse, explique que tudo isso é comum, que isso poderá acontecer muitas e muitas vezes daqui para frente.

- Morte de um parente ou bichinho de estimação: A morte precisa ser bem amparada, porque as crianças também podem ficar muito sentidas e deprimidas. A escola deve ser informada e orientada, até mesmo em caso de animal de estimação. A criança tem sentimentos e precisará de um tempo para se recompor e os pais dar apoio, motivar ao animo, porque a morte faz parte da vida.

- Separação dos pais: Também é um fator muito determinante, que pode atrapalhar um pouco os estudos e adaptação na escola. Em caso de separação, os pais devem avisar a escola, para acompanhar a criança e avisar qualquer tipo de comportamento diferente, como mais agressivo, mais sensível ou quieto.

- Problemas na fala, audição ou visão: Procure o pediatra da criança, ou converse diretamente com um especialista da área, para exames e diagnósticos. A criança que apresenta algum problema ou dificuldade em um desses sentidos pode ter sérios problemas diários na escola, com convivência, interação entre professor e aluno, com os amigos, causando desconforto, incompreensão e desmotivação.

- Qualidade diária de vida: Excesso de atividades extras, poucas horas de sono, anemia ou falta de vitaminas, alimentação desregrada, podem enfraquecer o corpo e a mente, desmotivando a criança. O corpo e mentes cansadas afetam os estudos. Observe essas questões.

- Assuntos de família: Nascimento de um irmão (irmã), ausência dos pais, falta de atenção e carinho, são fatores que afetam muito os estudos. A solidão afeta as crianças também, e precisa ser detectada urgentemente.

- Tdh: Esse aqui é um fator e assunto muito sério, que os especialistas afirmam que são detectados especialmente a partir dos 7 anos de idade, durante o ensino fundamental. Somente um bom médico pode acompanhar e avaliar o caso.

Todas essas hipóteses devem ser bem analisadas pelos pais e professores, antes da tomada de qualquer ação ou decisão.

Após observar, é necessário um diálogo da situação atual, e dos pontos positivos e negativos da escola atual, para colocar tudo na balança e poder chegar a uma conclusão, e analisar se mudar de escola é realmente a melhor solução, mesmo...

Dependendo do motivo, o melhor é mudar de escola, sem dúvidas, porém se o problema não for detectado e resolvido antes da mudança, o problema vai apenas mudar de endereço, e continuará como antes, só que na nova escola...

Existem muitas situações que precisam apenas de atenção, muito diálogo e carinho dos pais.

Converse e fale com a criança sobre sua infância, compartilhe das suas experiências, porque os filhos adoram participar do passado dos pais e entender suas conquistas e derrotas... Isso alivia, acalma, e dá forças para as crianças e adolescentes continuarem suas jornadas...

De tudo que já vi e ouvi, o que mais me entristece é saber que muitos pais tomaram a decisão de tirar das escolas e escolheram o método de ensino domiciliar, por conta de agressão verbal ou física. Acho tão nobre a inclusão de crianças e jovens com alguma dificuldade física ou metal, nas escolas das redes públicas ou particulares. Não sou contra a educação em casa (homeschooling), apenas fico triste por esse método ser uma opção, por conta de uma ação de violência.
Espero ter ajudado, com alguns dos principais fatores que levam crianças e jovens ficarem desmotivados com a escola, e juntos vocês (pais e filhos), possam tomar a melhor decisão... Se for mudar de escola, ou apenas ajustar os ponteiros em casa, com mais atenção, apoio e carinho...
Bjs e até mais...
Leia Mais ►

Final de semana chegou - E as tarefas escolares também.


Chega o final de semana e junto vêm as inúmeras tarefas escolares.
Não é de hoje, que as crianças, jovens e os pais, passam momentos de conflitos quando o assunto é tarefa escolar ou lição para casa.

Durante a semana tem lição para casa, e no final de semana não é diferente...

As crianças por vezes reclamam, querem descansar, brincar e aproveitar o tempo em que estão em casa, para curtir os momentos de lazer e diversão com amigos e família... E até mesmo o tempo livre, ou o tempo ocioso...

Não posso afirmar, ser um exagero ou não, o #fato de existir muitas tarefas escolares para casa... Mas uma coisa é certa, se a gente não investir tempo e cuidar de perto dessa fase das crianças e jovens, a vida e a casa vira um caos, não é verdade?

A fase da lição de casa é muito importante e relevante na vida da criança, e constantemente precisa da nossa atenção, paciência e olhos atentos para guiar.

É comum as reclamações, porque os filhos chegam cansados, querem e desejam fazer outras coisas, ou até mesmo não fazer nada... Mas a lição está ali, aguardando fazer mais cedo ou mais tarde...

Então, segue abaixo algumas dicas, para tornar esse momento menos pesado, tanto para a família quanto para as crianças e jovens.

Dicas para fluir bem essa fase:

- Ajude seu (sua) filho (a) a identificar qual o melhor momento para executar as tarefas, seja no final da tarde, a noite após o jantar, ou pela manhã. E depois de identificar o melhor momento para fazer as tarefas, coloque esse horário como uma regra e rotina semanal. Lógico, as regras podem mudar, sempre conforme os ânimos, doenças, compromissos e acontecimentos diários recorrentes...

- Crie as regras para as tarefas escolares, mas sempre que mudar, “não importa o motivo”, já negociem a nova data e horário para fazer as atividades... Assim, não correm o risco de cair no esquecimento...

- Respeite o tempo da criança, sem criticas destrutivas, pelo tempo que demora a fazer ou entender as tarefas...

- Após determinar o melhor horário para fazer e se dedicar as tarefas escolares, escolha o melhor ambiente, de preferência um ambiente claro, sem barulhos, sem interferências como celulares, televisão.

- Converse com a criança e explique que, quanto mais focar nas atividades, e menos distração existir, mais rápido terminará e ficará livre, para outras diversões.

- Se for saudades, carência de atenção, abra mão do seu tempo, e fique ali... Escute seu filho (a), pergunte sobre a aula, a escola e as tarefas... Muitas das vezes, essa ajuda não passa de desculpas para ficar pertinho dos pais...♥ ♥ ♥

- Divida a atenção entre os responsáveis (pai e mãe), sempre quando possível, conforme o tempo de cada um... E invista e divida o apoio dos pais, nas tarefas que cada um tem mais facilidade na hora de ajudar. Exemplo, outro dia meu esposo falou para o Vitor que gosta de matemática, e os dois ficaram juntos um tempão, fazendo atividades de soma e subtração.

- Quando as crianças e os pais têm dúvidas, o melhor a fazer é pesquisar na internet, nos livros... Motive e ensine a criança fazer as buscas, sempre com orientação e observação...

- Caso perceba que a criança está tendo muita dificuldade, que tal buscar aulas de apoio ou reforço? Tente, faça uma experiência, quem sabe pode ajudar (se for o caso).

- Evite deixar a lição para última hora, porque sempre dá briga. Evite marcar as tarefas escolares, naquele horário que passa o desenho mais legal do mundo na televisão (risos), ou seja, priorize o compromisso antes, evitando assim mais brigas...

- Se os pais sempre são solicitados, uma dica é negociar um horário que fica bom para os dois, porque nem sempre os pais estão disponíveis para ajudar. Explique a situação para a criança, a dificuldade com o tempo, e entrem em um consenso. Isso evitará brigas constantes.

- Se a criança apresentar dificuldades além da normalidade procure entender a situação, levando ao pediatra, para detectar o problema, que pode ser (talvez) na audição, visão...

- Conflitos em casa, na escola, com amigos, também interfere no aprendizado e conseqüentemente nas tarefas para casa.

- Observe o rendimento da criança, porque a melhor escola do mundo nem sempre é a melhor para seu filho (a). Muitas das vezes a criança não se adapta ao método, e cai o aprendizado...

Se a criança não pede ajuda, apoio, e na maioria das vezes consegue se virar sozinha, então à tarefa dos pais é observar outras coisas, como conservação do material, letra ou garrancho, observar se a criança realmente faz o que pede... Dar sempre uma olhada geral no material, e ver se está tudo bem, tudo em dia... Isso é dever dos pais.

Sei que muitos pais tem outra opinião, acham que os estudo é dever e obrigação dos filhos, que eles devem se virar... Mas a ajuda na lição de casa, muitas das vezes é apenas um disfarce, uma desculpa para ficar pertinho dos pais, para conversar, ter atenção exclusiva deles... Já pensou nisso?

O importante é sempre ficar atento aos filhos, observar sua mudança de humor, se tem algum estresse toda vez que vai para a escola, ou na hora de fazer as tarefas escolares em casa...

Pode ser apenas preguiça, não quer "aprender e aderir" às responsabilidades... Ai, nesse caso, a criança ou adolescente deve assumir suas escolhas e enfrentar a situação lá na escola, com o professor ou professora...
Esclareça a situação, e pergunte a criança se ela está disposta a levar o material em branco, sem fazer... E ai sofrer as conseqüências com o professor (a), lá na escola...

Antes de finalizar, não esqueça, seu filho é um ser humano diferente de você. Nem toda criança ama estudar... Nem toda criança É ou precisa SER o número 1 da classe, da escola, ou da família, e o importante é respeitar os filhos, porém ensinar que todos têm obrigações diárias...

Se o problema for os pais, que exigem além do que os filhos são capazes de fazer... Ai o buraco é mais embaixo, e não faz parte do assunto abordado...
Espero ter ajudado, nessa #fase que não é fácil na vida dos filhos e das famílias, mas que se for bem administrada, evita muitas brigas, caos e reclamações...
Beijos e até a próxima.
Leia Mais ►

16 dicas para quem deseja conhecer o Beto Carrero World.

Para quem deseja ter momentos únicos, mágicos, de emoção, o lugar certo tem nome, Beto Carrero World.

Beto Carrero World está localizado na cidade de Penha, litoral norte de Santa Catarina, a poucos minutos das principais cidades turísticas do estado – a 8 km do Aeroporto Internacional de Navegantes, a 112 km de Florianópolis (capital de SC), a 35 km de Balneário Camboriú, a 60 km de Blumenau e 86 km de Joinville.

Eu e minha família fomos recentemente ao parque (post aqui), graças a Deus e a parceria que fizemos com o parque. 

E toda essa divulgação é feita com muita satisfação, porque o parque é um espetáculo, que eu desejo de coração, que todas as pessoas um dia (ou até mais de uma vez), tenham o prazer de desfrutar da alegria e satisfação de conhecer toda estrutura e beleza do local.
E todas as pessoas que vão pela primeira vez, sempre têm dúvidas. Por isso, decidi fazer um texto, compartilhando algumas dicas da viagem, do local, e do que "não se pode perder" por nada nesse mundo, ao visitar o parque (risos).

Então, vamos às dicas.

1 – Abertura e funcionamento do parque.

Pessoal, antes de tudo, de programar a viagem, vôos, hotel, enfim, verifique os dias de abertura do parque.

Consulte o calendário do parque.
Principalmente nos dias fora de época de férias. Melhor se certificar da abertura, do que perder viagem.


2 – Cortesia para aniversariante.

Você sabia que aniversariante tem cortesia?
A entrada é gratuita, mediante a apresentação do documento comprobatório, e é válida somente para o dia do aniversário. Não é o aniversariante do mês, é o aniversariante do dia, então, só é válido se você for no dia do seu aniversario, ao parque.
Legal essa vantagem e facilidades, não acham?

3 – Hospedagem.

Geralmente as pessoas que saem de outros estados (assim como eu sou de São Paulo), para visitar o parque, sempre se lembram da cidade de Balneário de Camboriú.
Por ser uma cidade turística deslumbrante e famosa, as pessoas sempre pensam em se hospedar por lá. Se você vai ficar bastantes dias na cidade, e não tem a pretensão de fazer “apenas o passeio ao parque”, ai sim, minha dica é que se hospede em Camboriú, porque a cidade é magnífica. Tem vários pontos turísticos, basta pesquisar na internet, que você vai encontrar várias dicas do local.

Mas...
Se a sua idéia e planos são ir apenas desfrutar do parque, minha dica é: que tal se hospedar em Navegantes ou Penha, que são as cidades próximas ao parque?
Lá no próprio site do Beto Carrero, tem algumas sugestões de hotéis, com valores da diária, fotos e distância do hotel ao parque.

Como o nosso intuito e plano era conhecer o parque, e também de curtir de um a dois dias de piscina, então decidi me hospedar perto do parque. Quem tem filhos pequenos (assim como eu), sabe como as crianças ficam eufóricas, quando demora em chegar a um local (risos).

E se hospedando perto do parque, poderíamos acordar tranquilos, tomar café, e em 2 minutos já estaria na frente do parque, e assim fizemos...

-Ficamos no Hotel Itapocoroi. (distância de 1.50km do parque)

Para quem deseja um local próximo ao parque, com um belo café da manhã (não oferece outras refeições), que tenha um parquinho para as crianças, piscina adulto e infantil, e um bom custo/benefício, eu indico o local. 

Mas já aviso. Não tem luxo, aliás, o hotel tem um bom atendimento, boa limpeza, mas deixa a desejar em alguns pontos, como poderia ser feita uma reforma nos banheiros, o wii-fi algumas vezes não funcionou, enfim, o local é bom, mas poderia ser melhor. Ficamos em um chalé com frigobar, e o estacionamento está incluso na estadia.
Algumas fotos do local:




Trapiche.

Na região, bem próximo ao parque, tem diversos hotéis. Se você deseja economizar na hospedagem, sem piscina, lazeres para as crianças, e ter somente o quarto, na cidade tem bastante hotéis assim...

E se você se hospedar nessa região, como eu fiz, eu indico um local muito agradável para jantar você e sua família...

É o restaurante do Gruh.

- Gruh Lancheria e Petiscaria.
A comida é excelente, também servem lanches e petiscos deliciosos. 
O local é todo decorado, com uma arquitetura linda, bem praiana, e o restaurante também é ideal tanto para famílias, como grupos de amigos. O endereço do local é Rua Maria e Costa, praia da Armação -  Penha/SC, frente ao Trapiche. 

- Indicamos a Pousada Pedra da Ilha.

A pousada tem um custo mais alto, mas o local, beleza, serviços, é um espetáculo a parte.


A pousada é beira-mar, como pode ser visto na foto, é muito bem indicado e com boas recomendações pelos visitantes, e fica a 10 minutos do parque Beto Carrero.
O café da manhã tem a melhor vista de todas, frente ao mar, tem piscinas interna aquecida, parque para as crianças, piscinas externas, enfim, quem deseja se hospedar em um paraíso frente ao mar, para curtir dias excelentes, quando não estiver na diversão do parque, aqui é o local certo.

No site você confere fotos, vídeos, endereço, ofertas, e muito mais.

4 – Vôos

Eu escolhi viajar de Gol. E comprei minha viagem pelo decolar.

Apesar da tarifa pela Gol sair um pouco mais cara do que outras companhias aéreas, o conforto e atendimento da Gol, e o número de opções de vôos que a companhia oferecia, foi um diferencial na hora da escolha. Os horários deram certinho com nosso planejamento, e amamos viajar pela Gol.


Apesar de a viagem ser bem curta, com estimativa de 40 minutos de trajeto, a companhia ofereceu um lanchinho (petisco) delicioso, acompanhado de água.

Foi a primeira viagem de avião da família e a experiência foi muito boa.

5 – Refeições no parque.

Dentro do parque, tem muitas opções de lanchonetes e restaurantes, e no mapa também estão bem sinalizados os locais para as refeições. 

No parque tem um local chamado Avenida das nações, sinalizado no mapa, onde tem uma enorme praça de alimentação coberta, e no centro da praça está o mais belo Carrossel Veneziano já visto. São dois andares, que é um espetáculo a parte, e crianças e adultos podem andar nesse encantador Carrossel.
Fora os locais para comer dentro do parque, muitas pessoas levam lanchinhos para comer no caminho, ou durante as filas. 
Mas por todo lado, tem locais que vendem guloseimas, pipoca, bebidas, salgados, etc.

6 – Shows e dicas.

Os shows que o parque oferece, são momentos únicos, que ninguém pode perder.
A princípio, parece exagero, mas não é.

Quando eu ouvia falar dos shows, imaginava ser “só um show”, que não iria fazer diferença na minha vida, mas para a minha surpresa, faz diferença sim.

Confesso que Infelizmente, não consegui assistir a todos, mas todos são maravilhosos, porque até os que eu perdi, ouvi falar MUITO bem.

A dica é, chegue bem antes nos shows, com pelo menos 40 minutos antes, para escolher os melhores lugares.
Como o parque é gigante e crianças não andam rápido, se programe bem, para poder chegar, sentar, se acomodar e esperar o show começar. Assim a criança também descansa, enquanto espera.

Farei um texto específico para falar dos shows que assistimos, com algumas fotos, assim consigo mostrar e falar sobre cada detalhe dos shows. São incríveis, vale à pena assistir. Aguardem.

7 – Quantos dias para conhecer o Parque?

Eu e minha família curtimos 2 dias de parque, para poder andar tranquilamente, sem pressa, e poder desfrutar de quase tudo.

Tem atrações que o Vitor não pode ir, pela altura, outras eu não deixei por conta do medo, como o Show da Monga e o Portal da Escuridão.
O zoológico a gente viu só uma parte, porque no segundo dia a tarde choveu.
Mas no geral, 2 dias é suficiente.

E posso confessar?

Se tivesse ingressos para 3 ou 4 dias, não iria reclamar, porque a diversão, o ambiente, a natureza, o ar puro e as arquiteturas de cada detalhe do parque e das atrações, fazem tão bem, que confesso que não é desperdício de tempo e dinheiro, e sim mais dias de alegria e diversão.

8 – Medição de altura das crianças, logo na entrada.

Quem vai com crianças, "principalmente as bem pequenas" valem muito à pena fazer a medição de tamanho logo na entrada.

As crianças muito pequenas, não gostam que fiquem esticando, puxando e medindo, e para evitar esse transtorno, durante a fila (e isso para todas as filas e brinquedos), a criança faz uma única medição logo na entrada, e coloca uma pulseira identificadora em seu braço, facilitando a entrada aos brinquedos.

9 – Atrações pagas à parte.

Algumas atrações são pagas a parte, como:

Show do Excalibur (com refeição), Portal da Escuridão, Extreme Kids (o Vitor foi duas vezes), Helicóptero, Kart, Games, entre outras opções.

Mas confesso de coração... As atrações são únicas, incríveis, que todo dinheiro pago, não é um gasto, e sim, um investimento...
Investimento em algo único, preparado para impressionar, e ficar marcado para sempre na memória.

10 – Souvenir.

Quem não gosta de levar lembranças do parque, do passeio ou da viagem?
Toda mundo gosta, e logo na entrada do Castelo, tem algumas lojas.


E dentro do parque, tem várias lojas distribuídas e espalhadas, para compra de lembrancinhas, fotos, pelúcias, etc.

Nem preciso dizer que vale a pena à passadinha em uma das lojas, e levar uma lembrancinha para você e para a família, desse lugar lindo.
Olha uma das recordações lindas, que comprei. Eu amei.


Em algumas atrações têm a foto, que logo na saída, você pode (se desejar) adquirir a foto, conforme tamanho e valores pago a parte.
Nós compramos a da atração Madagascar Crazy River Adventure. Muito linda a recordação.


Vale à pena fazer pelo menos uma foto, de uma das atrações, para levar uma recordação desse passeio incrível. Nós fizemos essa foto e amamos. Ficou R$ 30, que foi 28 da foto e 2 para colocar no porta foto decorativo. 

11 – Fotos com os personagens.

Os personagens dos filmes Madagascar, Shrek, Kung Fu Panda e MegaMente têm locais e horários estratégicos para tirar fotos. Confira no mapa, os locais para não perder os selfies...rs
Com a turma do Shrek, a foto não é paga e os próprios funcionários organizam e tiram a foto da família, com o celular ou câmera para a gente.

O momento da selfie com os personagens é muito legal, começa a tocar músicas para a turma entrar, o ambiente fica animado, e a alegria contagia. Eu ameiiiii

Na foto com a turma do Madagascar a gente não chegou a tempo, mas o Vitinho deu um abraço em um dos personagens, e isso valeu à pena.
Nos locais indicados no mapa, onde são feitas as fotos com os personagens, tem os horários de aparição dos personagens, indicado na placa no local.

Dica de ouro: Cheguem pelo menos uns 30 minutos antes do horário que os personagens aparecem (em época de férias, as pessoas chegam até com 1 hora antes), porque a fila enche rápido, na espera dos personagens, e se não correr, a gente fica sem...rs

12 – Locação de Carrinhos e Scooter VIP na porta de entrada.

Logo após a entrada ao parque, do lado esquerdo, você encontra carrinhos para locação, e os preços são variados. 

Tem carrinho de bebê, carrinho de plástico para criança sentar e os pais conduzir, tem também as Scooter Vip...

As Scooter Vip são boas para pessoas mais idosas, mães ou pais que possam guiar e levar a criança no colo... Porque criança cansa rápido, e o parque é grande...rs

Muitas famílias levam os carrinhos de bebê de casa. 
Se você está acostumada a levar o carrinho de bebê como bagagem no avião, faça isso, você não vai se arrepender, porque o parque é gigante, e crianças ficam cansadas do percurso e com o carrinho a criança consegue dar uma aliviada no cansaço. 

13 – Roupas avulsas para as atrações com água.

Essa é uma dica de ouro, hein pessoal (risos).
Tem dois brinquedos que molham durante o percurso.

1) Tchibum é uma atração que molha bastante desde a cabeça, braços, pernas, até os pés, tudo (risos).
Para essa atração, eu aconselho levar uma muda de troca (camiseta, calça ou bermuda, enfim, a troca que desejar), e tirar o calçado, ou colocar um chinelo, ou uma sandália crocker...
Leve tolhas para ajudar e facilitar na hora de secar e colocar a nova muda de roupas.
Uma dica, não sei se funciona, é comprar uma capa de chuva, em uma das lojas do parque, ou levar de casa, se você tiver. Mas o calçado é bom prevenir, levando outro ou tirando na hora de ir ao brinquedo.

2) Madagascar Crazy River Adventure, não molha muito, dependendo do local que você sentar. O que molha bastante nesse brinquedo são os pés. O nosso molhou bastante. Eu vi uma menina tirar o tênis, deixar ao lado (perto dos funcionários) e depois calçar, após a saída do brinquedo.

14 – Fast Pass. Entrada sem fila, nas atrações.

O Fast Pass é um serviço de acesso rápido as atrações, mais procuradas pelos visitantes, por isso têm uma venda diária limitadas.
No período de férias, onde o movimento é bem grande, vale à pena comprar o Fast Pass para ter facilidade e agilidade nas diversões, evitando as enormes filas.

Com a pulseira individual e intransferível, você tem acesso a 16 atrações e dois acessos por brinquedo. As atrações são: FireWhip, Big Tower, Star Mountain, Betinho Carrero 4D, Crazy River, DinoMagic, Raskapuska e Freefall.

Este produto tem venda limitada e a compra pode ser realizada antecipadamente pela loja virtual ou com a central de vendas pelo fone 47 3261-2222 e no dia a venda ocorre nas bilheterias e nas atrações onde utilizam este serviço. 
O Fast Pass é um produto pago à parte, disponível para o público visitante interno do Parque.

15 – Estacionamento.

Todas as pessoas têm dúvidas sobre o estacionamento.
Tem Estacionamento dentro do parque, fica ao lado do Castelo das Nações, e tem segurado contra roubo e incêndio. 

O estaciomento varia para carro de passeio, ônibus de excursões e Vans de transportes.
Tem uma área vip, que a vaga fica mais perto do portão de entrada, e o valor é um pouco mais alto, por conta de o acesso ser mais próximo da entrada ao parque.

Nossa entrada em Setembro de 2016, pagamos R$ 40 reais, e como chegamos cedo, paramos bem pertinho da entrada.
Mas acredito que em épocas de férias, quanto mais tarde você chegar, mais longe vai estacionar. Nas férias de julho, por exemplo a área Vip o valor foi de 60 reais e as vagas normais para carros estava 40 reais.

Enfrente ao parque, tem uma avenida. Do outro lado da avenida, nas ruas que dão de frente ao parque, tem estacionamentos.

O ruim mesmo, e que serve de alerta, é para atravessar a avenida. Mas nesses locais o estacionamento é bem mais barato. Por exemplo, os frentistas estavam oferecendo vagas por R$ 15 reais. Se você deseja pagar mais barato, vale à pena.

16 – Outras dúvidas freqüentes.

- O aeroporto Internacional de Navegantes é o mais perto do parque (8Km), mas mesmo assim precisa alugar um carro ou pegar um táxi. Nós preferimos alugar um carro, pela comodidade, para poder se locomover até o parque sem problemas. Com um carro alugado você pode visitar outras praias e fazer algum turismo pela cidade, enfim, alugar um carro é interessante, mas táxi também é uma ótima opção. Nós alugamos pela internet, com antecedência, para facilitar nossa viagem. Em alguns pacotes de viagem, tem a sugestão de carro para locação. A dica é pense no assunto antes, assim você evita trabalhos futuros.
- Crianças até 3 anos de idade, não pagam ingressos, mediante a comprovação, como RG ou Certidão de Nascimento.

- O parque oferece o serviço de CADEIRAS DE RODAS GRATUITAMENTE e deverá ser solicitado no guarda-volumes, localizado após a catraca de acesso do Parque. O serviço é gratuito, porém em quantidade limitada. Outra opção é a LOCAÇÃO DE SCOOTER VIP (cadeira motorizada). Os valores e formas de pagamento devem ser verificados diretamente no local. Citei essa informação na dica de número 12, em locação de Carrinhos e Scooter Vip.

- No parque tem farmácia, bancos, ambulatório, fraldário, guarda-volume (valor pago a parte), espaço zen...

- Não se esqueça de pegar seu mapa, logo após passar pelas catracas. Na empolgação, as pessoas entram e não percebem o mapa, porque ele é pequeno assim.


Depois de aberto, fica grande, com todas as informações do parque.



E em caso de dúvidas, que você não consiga sanar através do próprio site, ou por aqui através das dicas, entre em contato direto no telefone (47) 3261 2222, que os atendentes lhes darão toda a assistência com referencia ao parque.

♥ ♥ ♥
Beto Carrero World

Inaugurado em 28/12/1991, o Beto Carrero World é hoje o maior e mais completo mundo da diversão da América Latina. Idealizado pelo artista e empresário João Batista Sérgio Murad, dentro dos padrões e conceitos dos melhores parques do mundo, está instalado em 14 milhões de metros quadrados em uma das mais belas regiões do litoral brasileiro, reunindo em um só lugar momentos de muita alegria e diversão para todas as idades. 

Não há lugar com tanta diversidade de atrações como em Beto Carrero World – um completo zoológico, brinquedos radicais e familiares, incríveis shows ao vivo além de passeios de trem, teleférico e muita natureza.
 

São mais de 100 incríveis atrações além de uma completa estrutura de serviços, como alimentação – restaurantes, lanchonetes, sorveterias, cafeterias, banco Bradesco, fraldário, achados e perdidos, estacionamento, guarda-volumes, farmácia, ambulatório, revistaria, Griffe Beto Carrero e inúmeras lojas de souvenirs. 

Tudo isso para oferecer aos nossos visitantes as melhores recordações de suas vidas, com muito conforto e comodidade.
Leia Mais ►