Infância.


Poesia: Infância - Juliana Pelizzari Rossini.
Infância.

Infância é catita, singela, abrangente é inocente...

É bigode de leite.
É pé descalço sujo do asfalto.

É briga com o sono, é fantasia de príncipes, princesas e monstros...

É amor que não cabe no peito, necessitando sempre de um abraço gigantesco.

Épocas de mãos pequeninas e olhinhos brilhantes que não param de me seguir a todo instante...

Dentes moles, janelinhas que se abrem para a verdadeira felicidade.

Coração acelerado, de correr para todo lado...
É tanta energia que dá até espasmos...

Criança é energia, infância é alegria.

A infância salva os adultos todos os dias, dos marasmos da vida...

Infância é crescer, é correr para todo lado, é joelho ralado, é gargalhadas que chega até a ficar engasgado...
É brincar de amarelinha, pular corda, esconder para ser achado, é subir para depois descer, é pular sem nada para festejar...

Infância é esperança, é o alicerce que avança.
♥ ♥ ♥

Poesia de minha autoria, que foi publicada pela Editora Chiado no projeto de "Antologia de Poesia Brasileira Contemporânea – Além da Terra Além do Céu", em Maio de 2017.


Eu compartilhei nessa publicação aqui, somente a foto da página do livro, como foi feita a seleção e aprovação das poesias, a minha emoção, o dia do lançamento, etc.

E agora trouxe a poesia na íntegra, para leitura. Antes tarde do que nunca (risos).

Essa poesia retrata a infância, maravilhosa e singela ao mesmo tempo, na simplicidade dos dias, porém muito feliz!
A criança em sua natureza é feliz, pelo simples fato de correr e pular, de sorrir, distribui alegria por onde passa... Essa é a infância do meu Vitinho, essa deve ser a infância de toda a criança... 

Beijos doces no coração. 
Ju.

4 comentários:

  1. Poesia linda que retrata e expressa exatamente bem o que é a infância...Adorei o bigode de leite...Quem nunca??? Parabéns! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Maravilhosa poesia amiga! Chega dar um aperto no coração. A infância enche a vida da gente. Acho que deveríamos sempre ter criança por perto pra nós fazermos crianças tb..
    Bom dia amiga. Parabéns. Muito linda!!

    Beijos Tê e Maria 🖤

    ResponderExcluir
  3. Oi Ju!!

    Intensa, divina é esta infância bem vivida e fundamentada no amor que se casa lindamente com a sua poesia! Excelente, verdadeira e de muita consistência.

    Beijo e outro para Vitinho, sua inspiração!!!

    Re e Laura

    ResponderExcluir
  4. Eu já me alegrei tanto com a história da Tê sobre os brinquinhos e agora me emociono aqui com essa infância de bigode de leite!
    Que delicadeza tuas palavras, tua poesia.

    Acho que todo o amor que você tem na tua maternidade, na infância linda do teu Vitinho, transbordou aqui. E nós ganhamos um lindo presente!
    Parabéns!

    ResponderExcluir