A boa e a má vontade!

Minha consciência não me deixa esquecer da falta de compreensão que tive lá na adolescência, com a crença de uma amiga que eu gostava muito. Nós estudamos juntas no colegial, e ela era Budista.

De verdade? Tenho vergonha! O mundo, escolas, famílias precisam diariamente rever seus estímulos ou influências, que na maioria estão carregados de competição, zombaria, julgamentos, vaidade, egoísmo, violência, indiferenças... Tenho vergonha de atitudes que já cometi, do que vejo ao redor, e sempre revejo minhas atitudes diárias para não tropeçar novamente!

Hoje eu compreendo porque a ignorância é uma benção, para massa de manobra na mão do poder! Eu não sei vocês, mas eu cresci com a recomendação para “não ler livros” de escritores Espíritas, Budistas, leituras Apócrifas, etc.

E foi justamente no Budismo, onde encontrei muita luz! Aprendi situações que ajudam o Ser a se desenvolver com ética e moral, a humildade e humanidade que falta no mundo. Faz a gente compreender verdadeiramente o plantar e o colher, as leis da vida, ensinam a Ser Luz ao invés de sugar ou apagar a luz alheia...

Tudo que a gente julga, volta! Mesmo que nossas atitudes sejam feitas por influência de outros, porque a vida é uma escola, e tudo retorna como aprendizado, carma, colheita, vai depender da sua crença!

Sempre comento sobre leituras, investir na busca do conhecimento, entrar em contato com seu Ser Interior, porque eu acredito nesse percurso de fora (ler e observar) e dentro (apurar e esperar), porque a vida sempre nos trará respostas, a diferença está em “se estamos ou não atentos, despertos para ouvir a verdade”...

Claro, mesmo sem conhecimento, a vida que é a nossa maior escola e sempre nos trará respostas, basta estar com olhos e coração atentos, observando a vida e a nossa consciência, conectado com o interior...

Você sabia que o medo é uma arma poderosa de controle e manipulação?

O medo é usado em várias situações de controle, imputado inclusive na não leitura de muitos autores, para manter a ignorância do povo. E conhecereis a verdade, e a verdade os libertará. (João 8-32)

Já queimaram uma das mais importantes Bibliotecas (Alexandria), já mataram filósofos, monges, Jesus, enfim, nada adiantou, porque a verdade jamais poderá ser ocultada! Por isso o medo foi imputado como arma poderosa por séculos, porque a verdade liberta!

E porque estou falando tudo isso?

Porque foram justamente nas leituras não recomendadas, que eu encontrei muita luz, inspiração, caminhos que direcionam a paz interior. Tanto no Budismo quanto no Espiritismo, me fizeram perceber o que significa julgar, a perceber influências negativas, a identificar virtudes, atos de bondade, etc. Dito isso, gostaria de compartilhar um pequeno trecho, que encontrei em um livro de Chico Xavier pelo Espírito Emmanuel – Pão Nosso, que parece uma receita dos caminhos da vida, que vale a pena ler e estudar cada parágrafo.

A boa vontade e a má vontade.

 

A boa vontade descobre o trabalho.

O Trabalho opera renovação.

A Renovação encontra o bem!

O bem revela o Espírito de Serviço.

O Espírito de Serviço alcança a compreensão.

A compreensão ganha a humildade.

A humildade conquista o amor.

O amor gera a renúncia.

A renúncia atinge a luz!

A Luz realiza o aprimoramento próprio.

O aprimoramento próprio santifica a o homem.

O Homem Santificado converte o mundo para Deus, caminhando prudentemente pela simples boa vontade, a criatura alcançara o divino Reino da Luz.

 

A má vontade gera sombra.

A sombra favorece a estagnação.

A estagnação conserva o mal.

O mal entroniza a ociosidade.

A ociosidade cria discórdia.

A discórdia desperta o orgulho.

O orgulho acorda a vaidade.

A vaidade atiça a paixão inferior.

A paixão inferior provoca indisciplina.

A indisciplina mantém a dureza de coração.

A dureza de coração impõe a cegueira espiritual.

A cegueira espiritual conduz ao abismo, entregue as obras infrutuosas da incompreensão pela simples má vontade, pode o homem rolar indefinidamente ao precipício das trevas.

Livro Chico Xavier pelo Espírito Emmanuel – Pão Nosso.

Nota: entenda trabalho (também) como tudo aquilo que você faça do levantar ao deitar-se, como cuidar do corpo (banho, cuidar dos dentes, unhas), da casa e de seus afazeres (limpar, louça, refeições), dos filhos, da família, do emprego, etc. Empregue a boa vontade em tudo, que a paz interna sobressai.

*Escola da vida: Se eu encontrasse minha amiga, aquela que citei no começo da postagem, diria que hoje compreendo muito bem aquela menina doce, inteligente, paciente... Quanta sabedoria você passou com suas atitudes empáticas, de amiga de verdade! Se puder, me perdoe Karen, por tamanha ignorância!

Hoje compreendo que na verdade os “aparentes fracos ou inferiores” são os verdadeiros sábios!

Errar é humano, mas muito mais humano e importante é reconhecer os erros, se arrepender de coração, pedir perdão e mudar de verdade.

Busque conhecimento, porque a visão se abre, a consciência despertar, e ficamos mais fortes para enfrentar os desafios que nós mesmos criamos pelos caminhos da vida...

Nos caminhos da vida sempre terá dias nublados, chuva, raios, pedras, buracos, mas também tapetes de flores, sol, pássaros a cantar, o importante é saber identificar e agradecer os dias de sol e aprender com as pedras... Porque não temos o controle do universo, mas podemos controlar nossas emoções, a partir do conhecimento.

Por: Juliana Pelizzari Rossini. 

6 comentários:

  1. Os tempos eram outros, conceitos diferentes. Importa é que tu, por ti própria te deste conta da diversidade e do leque e que vale tudo que bem nos fizer sentir. O budismo agrega paz! Gostei muito dessa poesia e tomara pudesses reencontrar essa amiga.mas se isso não acontecer, na certa estás bem perdoada! Obrigadão pelas tuas lindas frases por lá! bjs, chica e ótimo setembro!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite de paz, querida amgia Ju!
    Li o Evangelnho segundo Allan Kardec há muitoa anos, emprestado de uma prima.

    "A compreensão ganha a humildade.
    A humildade conquista o amor.
    O amor gera a renúncia.
    A renúncia atinge a luz!

    Aqui em meu Estado, temos a segunda maior estátua Buda do mundo, o primeiro é no Japão, como deve saber. Já estive lá, pois pé camino para a casa da filha e os jardins sãolindos. Fui convidada a fazer um Retiro lá, mas a pandemia atrapalhou. Uma outra prima pedagoga me chamou.
    Convicções religiosas são opções de vida. Cada um deve respeitar a do outro.
    Primo pela harmonia entre todos, assim como o Mestre nos ensinou.
    "Atitudes empáticas, de amiga de verdade" me encantam, independente de Religião.
    Jesus provou que deve ser assim:
    Os “aparentes fracos ou inferiores” são os verdadeiros sábios!
    Os humilhlados serão exaltados...
    "Mudar de verdade"... com TODOS, não só com quem se tem conveniência. Uma metanóia radical (no Amor) e sem acepção eu creio, caso contrário, eu desconfio.
    Sou pelo caminho que aqui pôs, com grande sabedoria:

    "tapetes de flores, sol, pássaros a cantar"...

    Assim, controlo minhas emoções e continuo a viver 'apesar de'...
    Muito lindo seu post e com palavras de profundidade e conhecimento.
    Tenha um setembro abençoado, amiga!
    Beijinhos com carinho de gratidão


    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Ju!

    A má vontade traz enganos e desrespeitos lastimáveis. Mas, a boa vontade dá chance de escolher o bem e favorecer outras pessoas também.

    Tenho prazer na leitura, especialmente dos Textos Sagrados, porque me fazem viver sem medo de ser feliz.

    Beijo e carinho!

    Renata e Laura

    ResponderExcluir
  4. Educar deve ser preparar a mente para estar aberta a todo o tipo de aprendizagens.
    Abraço amigo e solidário.
    Juvenal Nunes

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju, muito interessante esta experiência que compartilha, que nos mostra que intolerância nunca foi boa escola para ninguém, desde longos tempos. Muito proveitosa esta prosa em depoimento no reconhecer o erro, as coisas más e passar a saber separar cada coisa no seu pote. Sua amiga talvez nem saiba deste pensamento, mas o lindo da vida, é a gente saber olhar no retrovisor e os do bem. Lindo demais sua postagem, que nos faz olhar para dentro e rever algum lixo de nossa memoria e fazer a assepsia precisa.
    Adorei ler e saber desta determinação.
    Um bom lindo abençoado fim de semana para vocês.
    Que Deus abençoe sempre sua família.
    Carinhoso abraço amiga na paz de Cristo.

    ResponderExcluir
  6. Ju, voltei agora pois vi na Roselia que dia 9 é teu niver. Antes que eu esqueça, quero te deixar os meus parabéns, desejando toda felicidade do mundo! beijos, felicidades! chica

    ResponderExcluir