Livro infantil: O Pato Mandão.


Nossa leitura do final de semana foi o livro infantil, O Pato Mandão, do empréstimo da biblioteca da escola.

Segundo o Vitor, esse livro é muito conhecido e todos os amigos falam muito bem dessa leitura.

Existia uma lagoa muito bem cuidada por uma Gansa, e todos os animais e bichinhos que viviam ali naquela região eram muito felizes.
Certo dia a dona Gansa precisou fazer uma viagem de última hora e pediu para o Pato cuidar de tudo enquanto estivesse fora.

O Pato se sentiu lisonjeado, pelo convite e confiança que a dona Gansa havia que lhe dado.

Tudo fluía muito bem, como de costume, até o Pato começar a implicar com os costumes e gestos de cada morador da lagoa, dando várias novas ordens no local, colocando em prática sua autoridade sem medidas, e passando a ser um Pato Mandão.

Reclamou da corrida das libélulas, dos mergulhos dos sapos, da pescaria do pássaro... De repente, o poder de “cuidar e controlar” o ambiente subiu a cabeça do Pato, e ele começou a espalhar placas por todo lado, dizendo é proibido isso, é proibido aquilo...


Não demorou muito para os moradores daquela lagoa feliz, passarem a se sentirem mal, não mais pertencentes daquele lugar... E logo todos se mudaram dali...

Quando finalmente o local foi tomado por um imenso silêncio, o Pato se deu conta da atitude ruim e desnecessária que ele havia tomado. Arrependido, o Pato tratou de retirar as antigas placas e trabalhou duro durante a noite toda, para pregar novas placas dizendo que os costumes dos antigos moradores eram bem-vindas, e todos voltaram a viver felizes como antes, na lagoa da dona Gansa.

Livro infantil: O Pato Mandão.


A dona Gansa ao retornar, percebeu a atitude positiva do Pato e elogio seu trabalho... E daquele dia em diante a lagoa da dona Gansa foi a mais feliz do mundo, o Pato aprendeu a lição e nunca mais foi tão mandão assim...

Claramente é uma história inspiradora e exemplar, porque qualquer pessoa pode ser tomada pela ganância e soberba diante do poder.

Mas o que diferencia “o bem do mal” é com certeza a oportunidade de aprender com os erros, de se arrepender, de reconhecer os atos e atitudes erradas e fazer diferente, a diferença, de mudar...

Nem preciso dizer que eu e o Vitor amamos a história, aprendemos que ser um mandão nem sempre é bom, e que o melhor mesmo é ter humildade para aprender e fazer o melhor, pensando não somente em si mesmo, mas naqueles que estão ao nosso redor também... Fica a dica de leitura.
Beijos e até a próxima.
Ju

2 comentários:

  1. Uma história que ensina a solidariedade, a amizade verdadeira com generosidade e espírito de união. Amei

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju e Vitinho!

    Ótima lição. Humildade é a chave para bons relacionamentos. Do contrário, a pessoa realmente se envaidece e tenta se impor a qualquer custo.

    Beijos carinhosos!

    Re e Laura

    ResponderExcluir