Brincando com o Vento.


O vento forte balança a porta, parecendo que tem gente, mexendo atrás da porta.
O vento entra pela janela aberta, pela porta, ou pelas frestas... Nada impede de o vento entrar, basta apenas um buraquinho, e o vento já pode passar...

O vento espalha, o vento balança, o vento apaga as velas, do aniversário de uma criança.

Vento que sai da boca, vento trazido dos mares e céus, vento que seca as roupas e os ossos do homem levado para o céu.
O vento leva, o vento trás, então que o vento leve as minhas boas intenções, e que me traga paz no coração.

Tem vento, e tem a brisa, mas se for um furacão, você precisa correr o mais longe, meu irmão.   
O vento apaga o que é pequeno, mas cuidado, o vento espalha e alastra o fogo lançado no lugar errado (na natureza).
Por isso, cuide da natureza, que bons ventos ela vai te trazer, com certeza.

Se o dedinho de leve na panela você queimar, um ventinho e um beijinho, podem ajudar.

Ventinho, não demore a chegar, por favor seque a minha roupa, que no varal está. O meu amor está para chegar, e linda para um encontro, eu quero ficar.

Vento, ventinho e ventão, ele passa por aqui, e também lá no Japão.
Vento no calor é frescor, mas vento no frio, gela mais que chope no barril.

Tem o vento da natureza, e o vento que o homem inteligente, criou.
Vento do leque e vento do ventilador, vento do ar condicionado, e do frízer que a carne congelou.

O vento apaga o fogo, mas com vento e galhos, esfregando, esfregando, o fogo volta como um passe de mágica.

A biruta e o cata-vento balançam, e informam a posição do vento.
O vento ajuda e o vento atrapalha, depende da situação e da ocasião, nesse caso, o melhor é esperar, o momento apropriado chegar.

Assim como a pipa sem vento não sobre, a semente se não plantar, em nada vai dar.

O vento a gente não consegue ver, apenas sentir. Assim como Deus, também não podemos ver, apenas sentir, quando boas vibrações e atitudes, ocorrem ali...
Mas não se engane, maus ventos, ou ventos que atrapalham, podem ser retorno dos maus ventos soprados.

Tudo que você soprar (ou falar), para você vai voltar, assim como tudo que você plantar, um dia vai te retornar.
Se o vento por aí passar, não esqueça de avisar, para na minha casa também passar.... Porque tenho muitos sonhos, que o vento precisa carregar, para depois realidade se tornar.

Te desejo bons ventos, e que todo ano, a nossa velinha a gente possa apagar, com um vento forte a soprar, e nossos sonhos e desejos, se realizar. 

3 comentários:

  1. Bom dia amiga! Que poema lindo, cheio de frescor do vento, cheio de ternura para embalar nosso sabado.. Que bons ventos do amor, da solidariedade, da transparência e verdade, soprem sempre em nossas vidas bem como os ventos das intenções de Deus!!!! E que possamos compreender sempre essa boa vontade Dele!

    Feliz sabado e deliciosos e refrescantes ventos soprem pra vocês!

    Beijos, Tê e Maria ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alias, olha eu esquecendo também...rs Parabéns pelo poema, pelas belas palavras trazidas aqui... não sei qual verso é mais gracioso.. Ja vi outras coisas lindas que você fez... Lindíssimo... amei os ventos aqui soprados.. beijos no coração!

      Excluir
    2. Amiga, obrigada pelas suas visitas, palavras motivadoras...
      Adoro sua visita.
      Que bom que gostou dos meus versinhos, meus poemas...
      Beijo grande para vc e Maria.
      Ju

      Excluir