É de pequeno que se inicia e ensina pequenas responsabilidades.

Olá pessoal, dando continuidade a um post que falei anteriormente, sobre as crianças terem curiosidade para fazer e aprender atividades domésticas e cotidianas, hoje venho falar sobre ensinar e agregar responsabilidades, valores, modos e costumes nas crianças, desde cedo.

Isso faz bem para os pais e para as próprias crianças.
Não como regras, obrigações, em forma de brigas e cobranças, mas começar a ensinar e colocar como tarefas diárias, sem que a criança perceba que é uma obrigação, algumas atividades que ensina a criança a ter organização, disciplina, responsabilidades...

Mas para ensinar, ou deixar a criança fazer e aprender, requer tempo e paciência, o que na maioria das vezes falta nas casas e famílias, partindo assim para as brigas ou para o famoso deixa que eu mesma faço.

Tem crianças que tem vontade de fazer e aprender de tudo, que o pai e a mãe fazem dentro de casa, como limpar, cozinhar, levar o cachorro para passear, lavar a louça, etc. Até comentei nesse post aqui, que meu filho tem vontade, interesse e curiosidade em me ajudar em várias tarefas, mas também tem crianças que não se interessam...
Meu filho sempre foi uma pessoa prestativa e interessada em ajudar, em aprender e fazer as minhas tarefas de casa e a ajudar ao pai... E isso é bom para ele e para o futuro dele. Nós somos o exemplo dele diariamente, e vendo os pais com alguns afazeres, ele tem o interesse em ajudar, aprender e fazer...

E no caso da criança não ter vontade de fazer nada, você pode estimular, chamar ou convidar para fazer algumas atividades corriqueiras da vida.

A partir dos 4 anos, você já pode convidá-la a fazer pequenas tarefas de casa, como: arrumar a cama (sem muita perfeição), ajudar a guardar os brinquedos, colocar as roupas em seus devidos lugares após usadas (sujas no cesto, limpas dobrar e colocar em cima da cama, por exemplo), guardar uniforme escolar e material escolar após uso ou retorno da escola, colocar os calçados também em seus devidos lugares, colocar o prato e copo na pia após as refeições, ajudar a lavar o quintal (se a criança quiser e tiver interesse), levar o cachorro para passear, etc.

São pequenas tarefas, que ajudam a criança em sua formação como pessoa, de que eles (elas) têm algumas responsabilidades, que são obrigação deles (delas), algumas tarefas...
Creio que bons modos, incentivo a organização, educação, pequenas responsabilidades, devem começar desde cedo...

Com isso, você ganha tempo, não precisando recolher objetos espalhados pela casa, ajuda na formação da criança sobre assumir algumas responsabilidades, passa um sinal de que organização faz bem para todos, não precisa reclamar e nem brigar com os filhos para fazer algumas obrigações, principalmente na vida adulta, etc.

Aqui em casa não preciso pedir muita coisa, porque o Vitinho pede para fazer algumas coisas, já guarda suas roupas e calçados, recolhe os brinquedos quando eu peço, quer ajudar na limpeza e até na cozinha quando ele pode, e assim por diante...
                                                                                      
Mas nem tudo são flores, nem sempre é tudo perfeito... Quando ele percebe que é uma tarefa de responsabilidade dele fazer, como tirar o tênis e a meia e guardar no lugar certo, ele até fica meio arredio, não querendo fazer, mas ai eu mostro que eu e o papai já guardamos a nossa parte, ai ele compreende e faz também a parte dele.

Também não é sempre que o Vitor faz tudo que peço sem reclamar (o que já informei para ele, ser responsabilidade dele), mas o importante é que ele faz, mesmo reclamando, e eu procuro sempre pedir sem perder a calma, porque as crianças testam nossos humores e capacidade de ceder aos apelos de birras e cansaços... Mesmo porque guardar os calçados, por exemplo, não custa nada.


Sempre procuro mostrar para o meu filho que eu já fiz a minha parte e que ele precisa fazer a dele também, se não a mamãe terá que fazer duas vezes a mesma coisa, ou seja, a mamãe terá que fazer a parte dela e a parte do filho.

- Para iniciar essas pequenas responsabilidades, tarefas e ensinamentos para as crianças, sempre espere os dias bons. Nos dias de cansaço, agitação ou doentinhos, é bom evitar, e fazer você mesma, evitando assim, brigas desnecessárias...

- O intuito é que aos poucos, pequenas tarefas virem rotina, sem precisar pedir, falar, reclamar, brigar...

- No começo é difícil, principalmente quando são mais velhos, mas no futuro, o retorno será positivo para todo mundo.

Sei-la, mas na minha opinião, introduzir essas tarefas nem sempre são fáceis, porque nós mães temos o instinto de querer e fazer tudo para os filhos (as), mas eu aprendi que isso não é certo e não faz bem para a formação pessoal dos filhos. A gente nessa tentativa de querer fazer tudo, resolver tudo por ser mais fácil, rápido e sem precisar ouvir reclamações, a gente perde a oportunidade de ensinar e preparar os filhos para um futuro próximo e incerto.

Comentei isso no outro post e vou comentar novamente: Se você acha que seu filho (a) nunca precisará fazer nada disso, imagine eles no futuro, querendo sua independência para estudar ou trabalhar fora, em outra cidade ou país, precisando se virar sozinhos (as), sem empregadas e tendo que fazer pelo menos o mínimo dentro de casa, já pensou nisso? Pois é, se não pensou ainda, nunca é tarde para pensar e mudar a maneira de agir com eles (elas).

O importante é não privar as crianças da oportunidade de aprender de tudo na vida, mesmo que nada disso seja usado no futuro. Aprender pequenas tarefas domésticas e cotidianas de organização, nunca é demais, pense nisso.

18 comentários:

  1. Isso mesmo adorei o post! educação, disciplina e responsabilidade se aprende cedo! bjo

    ResponderExcluir
  2. Concordo com vc, que apesar de ser dificil, pois mães querem fazer tudo é necessario deixa-los fazer, isso os torna independente e mais preparados para o futuro! Adorei o post de verdade!
    Bjos
    Tatty Nunes - Mãe de Primeira Viagem

    ResponderExcluir
  3. Estou numa fase delicada, não é facil a arte de educar, adorei seu post!

    ResponderExcluir
  4. Concordo com tudo nesse texto.
    Aqui tento distribuir algumas responsabilidades e ensinar meus filhos desde cedo para que cresçam sabendo dos seus deveres e responsabilidades, claro que tudo com muita coerência
    Carlah Ventura - Intensa Vida

    ResponderExcluir
  5. Ótimo post, ótimas dicas, minha baby tem 1 ano, ainda tenho um tempo para me preparar para essa fase. Mas desde é um exercício de paciência e amor em tudo que ensinamos.

    Bjs,
    www.dicasdagi.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu concordo !

    http://geriencantodemenina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. converso que já fui varias vezes vencida pelo cansaço
    a minha eu chamo mostro e incentivo
    mas tem dias que ela me tira o sério
    realmente ter paciência é fundamental

    Linda Noite
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  8. Oi Ju, amei o jeitinho que abordou... aqui o pequeno até gosta de colocar algumas coisas no lugar, mas tudo é o exemplo. O papai tem mania de deixar algumas coisas fora de ordem aí eu fico catando tudo... Com roupa e sapato ele larga tudo fora do lugar...
    Mas sempre estou pedindo ajuda... e ele é prestativo
    Devemos ser insistentes e ter paciência
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá, Jú.

    Amei o post.
    Também estimulo muito isso aqui em casa.

    Os pais realmente precisam ter paciência... educar é uma arte.

    Bjs, Pri
    Mãe Sem Frescura
    www.maesemfrescura.net

    ResponderExcluir
  10. Pefeito amiga .. adorei saber que estou no caminho certo .. tenho amigas que acha que exagero e deveria deixar pra lá .. mas agora vejo que está dando frutos .. a Luma não esquece mais de escovar os dentes e tem mais consciencia de arrumar a bagunça depois que brinca .. acho importante saber quanto de trabalho duro nós mães temos ... e eles podem ajudar ... bjs

    Roberta Aquino
    Tal Mãe, Tal Filha Blog

    ResponderExcluir
  11. Adorei teu post.
    Realmente é de pequeno que se faz o caráter.
    E se coloca as responsabilidades devidas conforme se desenvolvem.
    Bjinhos.
    *Já estou te seguindo, aguardo você no meu Blog.
    http://prosaamiga.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Concordo desde muito cedo que tem que aprender.
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Adorei o post Ju .. aqui sempre estimulamos o Gui a ajudar as vezes ele mesmo toma a iniciativa, uma coisa que sempre falei que pode fazer a bagunça que for brincando mais depois tem que colocar td no lugar (lógico que ele guarda do jeito dele e eu deixo, depois arrumo melhor mas quando ele não está), e quando estamos brincando ele fala pra gente "não esquece brincou depois tem que me ajudar a guardar", ele me ajuda no preparo das comidas, as vezes na arrumação da cama, quando lavo a roupa depois de seca chamo ele para ajudar a pegar, ai tiro do varal e dou para ele colocar no sofá para eu dobrar .. entre outras coisas tbm, acho isso muito importante.

    Beijos Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Adorei o post. Bernardo quando vê a mamãe varrendo a casa corre e pega a vassoura pra ajudar. Beijos

    ResponderExcluir
  15. Ju, amei o post, realmente o interesse dos pequenos é grande, mas os dias corridos, principalmente pra mães como eu, que trabalham fora, atrapalham essa estimulação as atividades! Mas sei a importância que têm isso e que precisamos encontrar tempo e paciência hahahah por isso incentivo a Lara ser independente e fazer algumas coisas, que ela acha legal, como tirar pó, ela ama sacolejar o espanador, acha engraçado! E lavar a louca, ela ama isso, pois adora mexer com água!
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Bah, verdade!
    Sabes que aqui em casa já começamos com essas 'coisinhas' e os dois já tem suas responsabilidades

    ResponderExcluir
  17. Aqui foi e sempre será assim, ajuda a ter responsabilidade sobre si, sobre as coisas e perante as pessoas.
    Bjs

    ResponderExcluir