Cama compartilhada é “Amor e Ódio”. Quem nunca?

Cama compartilhada é um tema que não pode faltar aqui no blog, claro... (risos).

Na minha época de criança, chamaríamos isso de “dormir no meio”, mas como tudo se moderniza e se atualiza, hoje chamamos esse assunto “da criança dormir entre o casal, ou no meio dos pais” de: Cama compartilhada.

Nunca julguei, nunca apontei o dedo, nunca pensei no assunto, mas esse assunto surgiu aqui em casa e não pude fugir... (risos)

E porque esse tema de “amor e ódio”?

Porque é assim que penso:
Cama compartilhada é amor, porque a gente tem a nossa cria, o nosso pinguinho de gente aqui do nosso ladinho, coladinho, sentindo seu cheirinho de bebê...
E para as mães, os nossos bebês nunca crescem...rs
Dá aquela sensação de proteção. Sabe aquela imagem da pata cobrindo seus patinhos com suas asas enormes, protegendo dos predadores, dos males da vida, então, é assim que as mães que compartilham a cama se sentem, uma protetora de seus filhos (as).
Porque pertinho temos o total controle deles, sabemos se estão bem, se estão com febre, frio, vontade de ir ao banheiro, se estão vivos...rs

E o ódio, onde entra ai?
Cama compartilha é ódio, apenas na expressão da palavra, apenas para combinação mesmo, de "amor e ódio", "bem e mal", uma expressão do oposto, mas não é exatamente a palavra “ódio”.
Vou explica: A cama compartilhada cansa, porque o espaço acaba ficando pequeno e limitado.
Parece que o corpo não descansa e tira a liberdade e a intimidade com o maridão.
Mas essa última parte pode ser trabalhada e curtida de outras formas, em outros horários...

Com a chegada dos filhos (as) automaticamente os horários e dias para namoro e romance ficam comprometidos no sentido da “liberdade”, pois não é mais possível fazer o que se deseja a qualquer hora ou em qualquer lugar, mas o namoro e o romance em si, não ficam comprometido.
Será necessário apenas “planejar e criar uma logística” para os encontros do casal, mas nada muda ou fica abalado, é uma questão apenas de se programar, pois agora existem crianças no recinto.

Não tínhamos esse costume da cama compartilhada, mas foi começar assistir aos filmes de super-herói, os medos de escuro, os medos de barulhos, que tudo começou...
E essa fase a gente não tem como evitar, “a fase dos medos”, dos filmes que causam medo, susto, suspense... Em casa ou na casa de parentes a criança um dia vai assistir a esses filmes, que nem sempre são para a idade deles, mas despertam a curiosidade...

“Geralmente”, as crianças buscam a cama compartilhada por causa do medo...
Aqui em casa foi assim, e percebíamos o medo do Vitor, em ficar sozinho no seu quarto, mesmo com o abajur acesso.

Para falar a verdade, o Vitor chegava a vomitar toda a refeição da noite, dormindo, com medo de dormir em sua cama e no seu quarto sozinho...
Imagina a cabeça da mamãe aqui, com medo da criança vomitar e se sufocar dormindo... Pensa...
Achávamos que era refluxo, deixamos até inclinado o estrado do berço, cortei o leite da noite, mas nada resolveu... Passamos a deixar o Vitor dormir em nossa cama e as tosses e vômitos noturnos passaram imediatamente...

Não adianta a gente querer ser durona, dizer que não faço isso ou aquilo... Querer seguir regras e normas que não servem para a gente.
Esse assunto é interessante e todo “casa e família” passa um dia por esse processo.
Hoje é conhecida como “cama compartilhada”, mas antigamente dizíamos “dormir no meio”.

Tem mães que levam seus filhos desde recém-nascidos para a cama do casal e por la permanece por anos...
Não foi o meu caso, aqui começou por volta dos 3 anos, um pouco menos...
Mas enfim, o importante dizer que esse assunto um dia poderá vir à tona, mais cedo ou mais tarde, e precisamos estar preparadas para isso...

Quando colocamos o colchão no chão e dormimos no quarto do Vitor, ele fica mais tranquilo...
Mas confesso, amo essa fase de ficar coladinha com a minha riqueza.

Os pais, sempre querem dar conforto, um quarto lindo, maravilhoso e decorado, mas o que as crianças querem mesmo, e’ ficar pertinho dos pais, se sentindo seguros, protegidos e amados.
Não que ficar na mesma cama com os filhos, seja sinônimo de amor e proteção, mas na cabeça inocente da criança, essa e' a sua sensação e interpretação.
Sei-la, essa fase passa tão rápido, que qualquer sacrifício vale a pena.

Veja no link abaixo, o que especialistas acham sobre o assunto “cama compartilhada”, e você irá se surpreender, se tem essa pratica em sua casa.
Bom, pelo menos eu fiquei feliz em saber que tem profissionais que apoiam.
Leiam e tirem suas conclusões...

A maternidade, ser pai e mãe vai muito além de apenas parir, das fraldas e chupetas, de dar bons estudos, proporcionar uma infância cheia de atividades, tarefas, boas babas, enfim, a maternidade vem cheia de "ações e emoções" que só iremos descobrir quando acontecer...
Não se martirize se você compartilha a cama, assim como milhares de família... Você não foi a primeira, e nem será a última...
Acredite, essa fase vai passar, e com saudade você ficara...
Até a próxima.

12 comentários:

  1. Bernardo quando novinho sempre dormiu no berço,agora que eu e o papai estamos separados,só dorme na cama comigo..rsrs
    Adorei o post!!

    Beijos,ótima semana!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o Post.. Meu pinguinho dormiu comigo até um mês, depois foi pro berço, dai passou a dormir comigo de novo, e ai foi pro berço, e agora dorme sozinho na cama dele, mas de vez em quando anda tenho que deitar junto pra ele dormir.. Cansa muiiiiito..
    http://gravidezaos15.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Aqui a cama é compartilhada ao extremo. O Pedro tem 1 ano e 11 meses e dorme conosco desde que nasceu rs
    Não é por falta de quarto ou cama, é porque ele AMA dormir com os papais e fica dizendo que quer dormir no meio rs
    Mas, em contra partida, pelo menos umas 3 vezes na semana ele passa uma parte da noite na caminha dele pra mamãe poder descansar melhor.
    Beijocas
    http://aprendendoaserumamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. A cama aqui sempre foi compartilhada qdo meus filhos eram pequenos hahaa, e com meu 3 bb não será diferente kkkk
    http://gravidaaos40anos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Post ótimo ... sempre morri de medo que a Luma tivesse esse problema .. por isso desde os seus 3 meses que ela dorme no quarto dela ... não acho saudável nem pra eles e nem pro casal .. bom, essa a minha opinião ... mas claro que todo mundo tem seu jeito e sua forma de fazer as coisas como acham melhor ... quanto maior pior com certeza ... aqui foi naturalmente ... bjs

    Roberta Aquino
    Diário de uma Princesa

    ResponderExcluir
  6. Sempre morri de medo que a Luma ficasse assim .. aos 3 meses ela já dormia em seu quarto e sozinha .. ficava de olho pela babá eletrônica .. não acho saudável nem pra eles e nem pro casal ... mas essa é uma opinião minha .. nada contra quem deixa ou gosta de dormir todo mundo junto ... cada um faz do jeito que acha melhor ... porém quanto mais velhos pior .. bjssssss

    Roberta Aquino
    Diário de uma Princesa

    ResponderExcluir
  7. Aqui nunca compartilhei, mas como disse ''sabe de nada inocente''kkkkk
    Adorei a forma como vc tratou o assunto, maternidade é assim mesmo! Bjos
    Tatty Nunes - Mãe de Primeira Viagem

    ResponderExcluir
  8. Sabe que eu nunca compartilhei por mais que 1 ou 2 horas o Rafa não gosta de dormi na cama!
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Meu pequeno dormiu comigo até um aninho,sempre foi mais independente, acho que por não ter mamado no peito,não quis.
    A pequena dorme comigo e o papai até hoje,kkk, ela mama no peito, tem 2 aninhos,mas coloco do meu lado,nada de dormir no meio,sempre da aquele clima,kkkk.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Eu e meu marido dividimos a cama com a pequena, fica bem apertado, ele sempre reclama de cor nas costa, mas não temos outra opção. Bjus

    ResponderExcluir
  11. Ai ai ai... assunto que rende!!
    Sim muitos atiram pedra em quem compartilha a cama!
    E sim, muitos que compartilham se acham certo por fazer e julga quem não faz.
    Aqui comecei a compartilhar a cama quando Joseph tinha uns 6 meses, depois voltamos com ele para o quarto, depois ele volta novamente... é cansativo, mas nos sentimos mais seguros... e agora tb estamos na fase dos medos, bjss

    ResponderExcluir
  12. Aqui compartilhamos até os 3 meses, por facilitar na hora da amamentação, depois foi para o berço no quartinho dele. Agora ele pega no sono na nossa cama, e depois o levo para o quarto,mas quando acorda chorando vem para nossa cama.Acho que passa tão rápido,temos que curtir. Mas cada um sabe e tem sua opinião. Bjs
    Vivi e Isaac

    ResponderExcluir